Amarelão

amarelao

A madeira de ipê pertence ao grupo de espécies do gênero Tabebuia que produzem madeiras pesadas, duras, de colaboração pardo-acastanhada. Pode-se mencionar Tabebuia ochraceae (Cham.) Bureau, Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC.) Standl., Tabebuia longifolia (Bureau) Standl. e Tabebuia serratifolia (Vahl.) Nichols. Essas madeiras recebem nomes vulgares típicos em suas regiões de ocorrência, como pau d’arco, da Amazônia até o sul da Bahia; ipê, ipê-amarelo e ipê-roxo, nas regiões Sul e Sudeste; e piúna, piúna-amarela e piúna-roxa, em Mato Grosso e Goiás.

Características Gerais: Cerne e alburno indistintos pela cor, cerne pardo ou castanho com reflexos amarelados ou esverdeados, alburno branco-amarelado; superfície sem brilho; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade alta; dura ao corte; grã irregular a revessa; textura fina.